Campos Salles Fotografia

Fotografia e Birding

Fotografando pequenos pássaros em florestas

Posted by campossallesfotografia em 11/01/2010

 

Fotografar qualquer ave na escuridão do interior de uma floresta nunca é tarefa das mais fáceis. Fotografar pássaros pequenos é ainda mais difícil, pois frequentemente eles não param quieto e conseguir focar e fazer a foto no meio da vegetação densa não é fácil, principalmente se você não estiver usando flash, o que faz bastante diferença na qualidade final da foto. Prefiro usar o flash somente pra preencher sombras em dias de sol, e não pra iluminar a cena, portanto, dentro de florestas, tento não utilizar o flash.

Teque-teque (Todirostrum poliocephalum). Nikon D700, Nikkor 600mm + TC 1.4x em 1/100 @ f/6.3, ISO 1000

É claro que sem o flash a velocidade do obturador será baixa, mas aí você pode compensar ou aumentando o ISO e/ou utilizando técnicas de fotografia em velocidade baixa, como mirror lock up e disparar via cabo. Mas vamos ao que interessa pra esse tópico… como fazer aquele passarinho parar um pouco num lugar mais limpo?

Primeiro você precisa de um playback com a voz da espécie em questão. É bom ter no mínimo duas vozes, o canto territorial (normalmente mais melódico), e o chamado típico (notas curtas). Qual usar vai depender da situação. Com a aproximação da ave é bom abaixar o volume do playback caso contrário ela pode se assustar e ir embora. Procure atraí-la pra um local aonde haja alguns pontos bons pra ela pousar, locais onde você poderá fazer uma boa foto. Pode ser que ela não vá direto a um dos pontos escolhidos, mas com um pouquinho de insistência (com bom senso) a tendência é que ela pouse por alguns segundos em um desses galhos mais abertos, pois ela também está curiosa da origem do som e, deste local, ela também conseguirá uma visão melhor. Aproveite o momento, pois é difícil ela voltar. E claro, por favor, sempre use o playback com moderação, especialmente com tiranídeos, que tendem a ficar ocupados procurando a origem do som por mais tempo e não se sabe ao certo o que de negativo isso pode causar à ave.

Patinho (Platyrinchus mystaceus). Nikon D700, Nikkor 600mm f/4 em 1/40 @ f/5, ISO 1000

Anúncios

5 Respostas to “Fotografando pequenos pássaros em florestas”

  1. guilhermeortiz said

    Octavio, excelentes as explicações.

    No meu caso, minha lente 100 – 400 f. 4.5/5.6 é uma lente “escura”, certo?

    Na maioria dos casos, fotógrafos amadores como eu não possuem lentes tele fixas. No meio de uma mata fechada, complica na hora de fotografar sem flash.

    Você acha que se eu tivesse um tripé poderia abaixar a velocidade e conseguir resultados melhores, ou somente com cabo disparador a foto sairia nítida?

    E no caso da minha camera (EOS 40D) o ISO alto granula demais a foto.

    Quais as opções para quem tem uma tralha limitada?

    Não gosto das fotos “chapadas” pelo flash, mas não vejo muita saída com um equipamento leve.

    Um abraço

    Guilherme Ortiz

  2. Fala Guilherme, blz?

    Respondendo sua 1ª pergunta: acho que poderia melhorar com os 2, tripé e cabo. O tripé é fundamental, na minha opinião é tão importante quanto a câmera, hehe… o cabo já é bem mais difícil de usar, muitas vezes nem é prático. Só dá pra usar o cabo efetivamente mesmo com aves mais letárgicas, tipo surucuá, buconídeos, etc. O tripé também limita, pois vc tem que posicioná-lo e tal, isso perde tempo… mas aí não tem jeito, pra fotos boas sem flah tem que usar mesmo.

    Quanto ao ISO, realmente ele pode limitar. Vá até o máximo aceitável. Com o tripé já vai melhorar, com cuidado dá pra usar até velocidades bem baixas. Nessa segunda foto do meu post por exemplo eu fiz a 1/40! Isso em 600mm hein, é muito devagar, mas dá pra usar. Faça várias fotos pois algumas podem sair tremidas. E tem também uns truquezinhos de remoção de ruído no Photoshop que eu pretendo passar num workshop de tratamento de imagem que estou pensando em dar.

    abs!

  3. Jorge said

    Voce vai ministrar algum workshop este ano ?
    Tem alguma programação ?
    Estou precisando urgentemente aprender muito sobre fotometria.
    Abraços
    Jorge

  4. Olá Jorge,

    eu vou sim ministrar um workshop em breve, mas ainda está na fase de planejamento. De qualquer forma eu também dou “aulas particulares”, se estiver interessado entre em contato pelo meu e-mail ou me ligue pra gente conversar.

    Fotometria é o “coração” da fotografia. No caso abordaríamos assuntos como fotometria por zonas, quando e como usar os modos de prioridade, compensação, spot meter, etc.

    abs!

  5. Valeu pelas dicas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: