Campos Salles Fotografia

Fotografia e Birding

Cuidado com concursos de fotografia…

Posted by campossallesfotografia em 28/11/2009

Infelizmente uma prática muito ruim pro fotógrafo vem se tornando corriqueira em concursos de fotografia realizados no Brasil. Por exemplo semana passada foi lançado o concurso AVISTAR de 2010, o maior concurso de fotografia de aves brasileiras e o qual tive a honra de ganhar em 2007. É um evento impecavelmente organizado e importante, pra isso não tenho o que falar, a organização do evento é 10. Acontece que o contrato do Banco Itaú (maior patrocinador do evento) continua completamente desleal ao fotógrafo. Seguem as partes chave desse contrato:

 “Em decorrência da PREMIAÇÃO o CEDENTE, assim, dispondo de seus direitos, cede e transfere definitivamente, como de fato cedido e transferido tem, ao CESSIONÁRIO, todos e quaisquer direitos patrimoniais autorais decorrentes da FOTO.” 

O CESSIONÁRIO, neste ato, passa a ser o único e legítimo titular de todos os direitos patrimoniais autorais decorrentes da FOTO, podendo utilizá-la e reproduzi-la para os fins que desejar, inclusive para reproduzir a FOTO em seu material institucional ou publicitário, bem como permitir que quaisquer empresas sob controle direto ou indireto do ITAUSA – Investimentos Itaú S.A. e/ou quaisquer entidades sem fins lucrativos a utilizem para os mesmos fins descritos abaixo, independentemente do suporte que tal material utilize, como em revistas, jornais, televisão, mídia em geral (convencional ou eletrônica), catálogos, folhetos, relatórios, cartões postais…

Ceder todos os direitos patrimoniais e autorais da foto ??? Isso é loucura, não acontece em lugar nenhum do mundo, em absolutamente nenhum concurso de fotografia de renome internacional. A utilização de uma foto deve ser sempre bem delimitada e paga de acordo. Você não vende a foto, você licencia ela para determinado uso. As fotos individuais são o ganha-pão a longo-prazo do fotógrafo profissional. Uma excelente foto, a nível de ganhar um concurso importante, pode render em pouco tempo muito mais que o prêmio do concurso.

Aliás sobre o prêmio tem outra sacanagem no contrato. Eles colocam e amplamente divulgam o “excelente” prêmio de R$ 8.000…. po, 8 pau é uma grana, dá pra comprar aquele lente que você tanto sonhou né? Muita calma nessa hora. Na verdade você não vai receber R$ 8.000 caso ganhe o 1º prêmio. No contrato eles apenas falam que haverá imposto de renda retido na fonte descontado do prêmio, mas sorrateiramente não falam de quanto é esse desconto. Bem espertos né? Certamente eles não querem te desencorajar a participar do concurso. Mas eu falo, o desconto é de 30%. Ou seja, dos R$ 8.000 você iria receber R$ 5.600, uma diferença bastante considerável. E se vc ganhar uns dos prêmios menores (mais provável, estatisticamente), como o de honra ao mérito de R$ 500, no final vc iria ceder TODOS os direitos de sua foto por míseros e ridículos R$ 350 apenas!

Ou seja, dessa forma, ano após ano, o multibilionário Banco Itaú adquire a um custo baixíssimo um grande e ótimo banco de imagens de aves brasileiras (o mesmo vale pro outro concurso deles, de árvores floridas). Como eles passam a ter todos os direitos sobre a foto, eles podem literalmente fazer o que quiser com sua foto, inclusive licenciar a terceiros e lucrar sobre ela, sem te pagar ao menos 1 centavo a mais por isso! Basta dizer que uma única fotografia utilizada em uma campanha nacional do banco é provavelmente licenciada por um valor mais alto que o prêmio de R$ 5.600 (nem vou falar dos outros prêmios que é covardia), além de manter todos os direitos da foto ao autor, que pode continuar lucrando com ela, que só aí vc já percebe que não vale a pena. Principalmente que normalmente as fotos vencedoras são de aves raras, aves que muitas vezes pode demorar anos até que você encontre outra da espécie novamente. E uma coisa é encontrar, outra coisa é fazer uma foto boa.

Mas como lutar contra isso? Certamente o Banco Itaú não vai dar ouvidos às nossas reclamações? Talvez. A melhor forma de protestar é expondo publicamente sua opinião, como fiz aqui, e não participando do concurso. Aos poucos os fotógrafos profissionais, e teoricamente capazes de produzir as melhores fotos (afinal esse é o nosso trabalho!), vão deixando de participar. Vai virando um concurso só de amadores, de fotógrafos de fim-de-semana, e com isso a qualidade das fotografias obtidas vai caindo. Pode-se dizer que isso aconteceu com o concurso do SOS Mata Atlântica, que possui as mesmas cláusulas leoninas de contrato. Quem sabe assim, no futuro, o Banco Itaú não decida mudar seu contrato e espelhe o que acontece com concursos profissionais de fotografia no mundo afora. Seria muito bom pro ótimo movimento em prol da observação e conservação de aves, o AVISTAR e até pra própria imagem do Banco Itaú. Certamente, com o dinheiro que tem, o banco não precisa ficar “garimpando” fotos dessa forma.

Quem avisa amigo é.

Anúncios

Uma resposta to “Cuidado com concursos de fotografia…”

  1. É bom ficar informado sobre essas falcatruas que são absurdas!
    Valeu pela dica!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: