Campos Salles Fotografia

Fotografia e Birding

Os sons das aves…

Posted by campossallesfotografia em 23/06/2009

Os cantos das aves fazem parte da paisagem sonora de muitos locais, e certamente completam a experiência visual. Como não ficar surpreso com o chamado metálico da araponga ecoando nos gorjões da Serra do Mar, ou ainda o canto fantasmagórico de um inhambu nos fundões da Amazônia. Mas não é preciso ir longe para apreciar os cantos, no nosso quintal mesmo, dependendo da época do ano, podemos acordar com os belos cantos do sabiá ou da corruíra.

Separei abaixo alguns cantos interessantes ou bonitos, todos estão arquivados no site www.xeno-canto.org :

Inhambu-anhangá (Crypturellus variegatus) – gravado por Todd Mark no Peru. Esse canto eu escuto quando estou acampando na Amazônia. Como a espécie costuma cantar no meio da madrugada, dá até um frio na espinha ouvindo esse canto ecoando lá de dentro da floresta.

Garça-branca-pequena (Egretta thula) – gravado por Chris Benesh nos EUA. Esse som quem me mostrou foi o Guilherme… o que é isso?? Parece mais a invasão dos marcianos à Terra! Não é difícil imaginar alguém mais desinformado ouvindo esse som e pronto, nasceu o novo ET de Varginha!

Murucututu (Pulsatrix perspicillata) – gravado por Sjoerd Mayer na Bolívia.  Impossível não se impressionar com o canto dessa grande coruja. O nome é onomatopéico… murucututu-murucutututututu…Na Amazônia dizem que se ela cantar ao lado de sua casa é sinal de que haverá morte na família…. macabro!!

Mãe-da-lua-gigante (Nyctibius grandis) – gravado por Sebastian Herzog na Bolívia. É outro ET, é uma invasão!

Urutau (Nyctibius griseus) – gravado por Marcos Melo em São Paulo. Esse eu escuto quase toda noite na primavera e começo do verão. É um canto bem típico de noites quentes e calmas.

Tucano-grande-de-papo-branco (Ramphastos tucanus cuvieri) – gravado por Don Jones no Equador. Essa é a voz do norte da Amazônia. O canto desse tucano pode ser ouvido durante a maior parte do dia próximo a  rios.

Cricrió (Lipaugus vociferans) – gravado por Bob Planqué no Peru. Outro canto ouvido com frequencia nas matas de terra firme. Não tem nem o que falar, é simplesmente espetacular. Um dos meus favoritos.

Saudade-assobiador (Tijuca atra) – gravado por Nick Athanas em Itatiaia. O canto triste desse endêmico dos picos da Serra da Mantiqueira já impressionou muita gente. 

Araponga (Procnias nudicollis) – gravado por Nick Athanas em Santa Catarina. Parece impossível que um canto metálico e alto como esse possa ser produzido por uma ave… mas é!

Munchique Wood Wren (Henicorhina negreti) – gravado por Andrew Spencer na Colombia. Que canto é esse !?!? Lindo demais… aliás como muitos membros dessa família (a mesma da corruíra). Essa espécie não existe no Brasil, é endêmica de uma região pequena da Colômbia.

Uirapuru (Cyphorhinus arada) – gravado por Nick Athanas no Equador. Um dos cantos mais belos de todas as aves. Diz a lenda que quando o uirapuru canta, a floresta pára pra ouvir.

Japu-verde (Psarocolius viridis) – gravado por Andrew Spencer no Equador. Outro canto bem tropical, típico da Amazônia.

Garibaldi (Chrysomus ruficapillus) – gravado por Bennett Hennessey na Bolívia. Se estiver curioso em aliar o som à imagem, esse é o canto do pássaro na foto abaixo.

garibaldi

Anúncios

4 Respostas to “Os sons das aves…”

  1. Guilherme Ortiz said

    Grande Octavio, essa do inhambu amazônico deve ser muito legal de ouvir, entre tantos outros interessantes, o do japacanim – Donacobius atricapilla também é muito diferente, parece um som de Atari, hehe. Abraço.

  2. felipe said

    muito legal eu amo os animais sendo eles ferozes ou nao
    de todas as
    especies

  3. felipe said

    oi sou eu de novo
    eu queria tanto poder ter um criadouro legal
    de animais de todas as especies
    desde as mais raras ate as mais comuns
    ariscos ou nao

  4. felipe said

    oi denovooo srsrsr
    eu queria saber qual e a maior especie noturna
    pois ontem eu de noite vi uma ave no fio
    de luz
    que tinha: a cabeca roxa
    corpo preto
    pes vermelhos
    olhos azuis e
    rabo
    verde colorido
    e eu acho que ela tinha uns 40 ou50 cm de altura e uns 20 ou 25 de largura e o bico preto cumprido e en volta azulado fraco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: